Notas


Polícia Civil prende em flagrante autor de violência doméstica contra mulher em Ananindeua

19/08/2019 11h32
Por Walrimar Santos (PC)

Policiais civis prenderam em flagrante, na madrugada desta segunda-feira (19), em Ananindeua, região metropolitana de Belém, Luan Ney Souza do Rosário, 27 anos, por violência doméstica contra a ex-mulher. A prisão foi realizada após o autuado agredir fisicamente a socos e fazer ameaças de morte à vítima, na área do conjunto Paar. Os fatos tiveram início, por volta de 22 horas de domingo (18), quando Luan se encontrou com a vítima, na casa de familiares dela, onde ocorria uma festa de aniversário. Na tentativa de reatar o relacionamento por não se conformar com a separação, ocorrida há cerca de quatro meses, Luan Ney e a mulher acabaram discutindo. As discussões resultaram nas agressões físicas da vítima e da irmã dela. 

O tio das duas mulheres, Jucélio Viana de Sousa, travou luta corporal com Luan para impedi-lo de continuar as agressões e o afastou do local. Logo em seguida, Jucélio e duas sobrinhas foram até a Seccional Urbana de Polícia do Paar registrar boletim de ocorrência de violência doméstica. No momento em que eles eram atendidos por um policial civil, na área de estacionamento da Seccional, Luan Ney chegou ao local e passou a fazer ameaças de morte, alegando que estava armado e que iria dar um tiro na ex-mulher. Ao perceber que o acusado iria atirar na mulher, o policial civil sacou sua arma e desferiu um disparo. O projétil recocheteou e atingiu de raspão a perna do tio da vítima. O agressor saiu em fuga do local. 

Jucélio foi socorrido até a Unidade de Pronto Atendimento do bairro e liberado após receber pronto atendimento médico. Durante as buscas ao acusado, policiais civis do Grupo de Pronto-Emprego (GPE), Núcleo de Inteligência Policial (NIP) e Delegado de Gestão Itinerante passaram a fazer buscas para localizar Luan. Os agentes estiveram em dois endereços de familiares de Luan, até localizá-lo em uma rua do Conjunto Paar. 

Policiais civis foram até a casa do preso e de familiares dele, mas não encontraram arma. Luan Ney foi conduzido inicialmente à Seccional Urbana de Polícia de Ananindeua e depois transferido para a Delegacia da Mulher de Ananindeua, onde foi autuado em flagrante por lesão corporal e ameaça no âmbito da violência doméstica e segue preso para passar por audiência de custódia na Justiça. Ao ser feita a verificação de antecedentes criminais, foi constatado que Luan Ney já tem passagem pela Polícia por roubo.