Edital 'Prêmio Preamar' tem suas inscrições prorrogadas até 14 de novembro

Concurso vai contemplar até 47 fazedoras e fazedores de cultura com R$ 20 mil por projeto

06/11/2019 12h18 - Atualizada em 07/11/2019 12h23
Por Rodrigo Avelar (SECULT)

A Secretaria de Estado de Cultura (Secult) prorrogou, até o próximo dia 14 de novembro, as inscrições para o Edital Prêmio Preamar de Cultura Popular. O objetivo do concurso é fortalecer e difundir os valores do patrimônio cultural do Pará, que tem, entre suas manifestações, o carimbó, boi-bumbá, quadrilhas juninas, samba de cacete, terreiros e folguedos.

O edital busca incentivar e descentralizar a produção cultural popular do Estado. A titular da Secult, Ursula Vidal, ressalta o caráter simplificado do prêmio para atender demandas de diversos setores que realizam e formam a identidade cultural paraense, de origem das mais variadas linguagens. Segundo ela, a prorrogação das inscrições chega como uma possibilidade para a ampliação do protagonismo dos artistas.

“Entendemos que as oficinas que estão sendo realizadas nesta semana serão de grande proveito para uma participação ampla e diversa dessas fazedoras e fazedores da cultura popular do nosso Estado, formando com seus saberes nossa identidade cultural. A prorrogação do edital vem para dar maior visibilidade às práticas e manifestações que estão aí há várias gerações, mas que encontram agora esta oportunidade para potencializarem seus projetos”, afirmou Vidal.

São previstos três prêmios para cada região de integração paraense, e dois para os território do TerPaz, que corresponde a cinco bairros de Belém (Guamá, Jurunas, Terra Firme, Benguí e Cabanagem), um do município de Ananindeua (Icuí) e um de Marituba (Nova União). O objetivo principal é premiar até 47 fazedoras e fazedores de cultura com R$ 20 mil por projeto.

Para o diretor do Departamento de Música, Allan Carvalho, um dos técnicos responsáveis por acompanhar a missão e também oficineiro no território de Nova União, em Marituba, a ação é uma oportunidade de descentralizar as ações das políticas públicas do Estado.

“Estamos tentando colocar a ação em pontos identificados por articulação direta e com o apoio das associações, elencando um município para enviar um oficineiro, divulgar nosso edital e orientar sobre a oficina de elaboração de projetos para esses fazedores de cultura do Estado, principalmente do eixo de cultura popular, que é onde o nosso edital se debruça”, avaliou Allan.

O Edital Prêmio Preamar de Cultura Popular oficializa o trabalho que a Secretaria tem feito, desde a última segunda-feira (4), de instrumentalização dessas fazedoras e fazedores de cultura popular nessas regiões, por meio de oficinas de elaboração de projetos, realizadas em parcerias com escolas, associações municipais e prefeituras. As atividades surgiram como demanda apresentada nas escutas setoriais em Belém e nas Regiões de Integração, que ocorrem desde o início do ano.

Serviço:

As inscrições para o Edital Prêmio Preamar de Cultura Popular da Secult foram prorrogadas e podem ser feitas até 14 de novembro. Os projetos selecionados deverão ser desenvolvidos até o mês de julho de 2020. Para se inscrever basta acessar este link.