Estado forma mais 145 oficiais da Polícia Militar para atuar em Belém e interior do Pará

Solenidade contou com a participação do governador Helder Barbalho e de familiares dos formandos

16/10/2020 11h18 - Atualizada em 16/10/2020 14h03
Por Leonardo Nunes (SECOM)

Formatura foi realizada na arena multiuso Guilherme Paraense, o MangueirinhoA Polícia Militar do Pará (PM-PA) realizou, nesta sexta-feira (16), a solenidade de formatura dos 145 cadetes que concluíram  o Curso de Formação de Oficiais (CFO). A cerimônia militar contou com a participação do governador Helder Barbalho e foi realizada na arena multiuso Guilherme Paraense – o Mangueirinho, em Belém.

Os formandos passaram à condição de aspirantes, por ato do governador e, durante a solenidade, receberam de seus padrinhos e madrinhas a espada, símbolo que marca a carreira do oficial militar.

“Um dia fundamental na formação e qualificação dos nossos colaboradores da Polícia Militar para que possam estar à altura dos desafios de servir a nossa população. É a Polícia Militar do Pará cada vez mais trabalhando e se aperfeiçoando para garantir paz e segurança”, afirmou o governador Helder Barbalho.

Formandos passaram à condição de aspirantes, por ato do governador Helder BarbalhoOs novos aspirantes serão distribuídos estrategicamente pelas unidades da Polícia Militar na Região Metropolitana de Belém e no interior do Estado. Eles exercerão funções de comando, fiscalização e supervisão. 

“É sempre importante reforçarmos o efetivo policial. Essa é a maior turma de oficiais que egressa de uma só vez na corporação. Será importante para gerir melhor a tropa, além de organizar e planejar as operações policiais”, detalha o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Ualame Machado.

“Ao final de três anos estamos entregando para sociedade paraense 145 novos aspirantes à oficial, sendo um efetivo que será distribuído em todo Estado e isto, com certeza, vai reafirmar toda política de segurança que vem sendo implantada desde janeiro de 2019, reforçando as ações preventivas e repressivas da Polícia Militar que tem feito o Estado alcançar redução inédita da criminalidade”, avaliou o comandante-geral da PM, coronel Dilson Júnior.

Ao longo do curso, foram ministradas 103 disciplinas, totalizando 3.700 horas/aulaExigência de curso superior para oficiais

O CFO 2017/2020 é a maior turma de oficiais combatentes formada pela Academia de Polícia Militar “Coronel Fontoura”. Também foi a primeira a exigir nível superior, recebendo pessoas formadas em Arquitetura, Educação Física, Geografia, entre outras áreas de conhecimento. Ao longo do curso, foram ministradas 103 disciplinas ligadas à área do Direito, Filosofia e Ciências Humanas, totalizando 3.700 horas/aula. 

O comandante da Academia de Polícia Militar, coronel Francisco Celso Machado, destacou a qualidade do ensino ofertado e necessidade de adaptação à cultura militar. “Neste curso, eles aprendem a profissão do policial militar, é importante porque é a base da instituição no que se refere ao oficialato”, destacou.

Comandante-geral da PM, coronel Dilson Júnior, ressaltou que homens e mulheres vão reforçar as ações preventivas e repressivas no ParáO aspirante oficial PM, Ruan Lobato Guedes, trouxe a família para acompanhar a solenidade de formatura e ressaltou o respeito e admiração pela Polícia Militar. “Minha decisão de virar policial militar foi baseada no reconhecimento que a carreira de oficial tem perante à sociedade. É uma carreira muito bonita, que enfrenta desafios e tem a possibilidade de ajudar a sociedade na transformação de vidas e melhoria da qualidade de vida. Tudo isso foi decisivo em minha escolha”, contou.