Iesp celebra 21 anos investindo em novos cursos para agentes de segurança

Adaptado à nova realidade imposta pela pandemia, o Iesp também vai receber melhorias nas instalações

20/11/2020 21h40 - Atualizada em 21/11/2020 00h24
Por Aline Saavedra (SEGUP)

O Instituto de Ensino de Segurança do Pará (Iesp), órgão que compõe a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), completou 21 anos de criação e funcionamento na última terça-feira (17), oferecendo desde 1999 formação e capacitação aos agentes que compõem o sistema estadual de segurança pública. Em alusão à data, o Instituto promoveu nesta sexta-feira (20) uma cerimônia para entrega das medalhas do Mérito de Ensino Integrado de Segurança e dos diplomas de “Amigo do Iesp”.Solenidade de entrega das medalhas do Mérito de Ensino Integrado de Segurança e dos diplomas de “Amigo do Iesp”

Entre os agraciados com a comenda, que contempla pessoas que contribuem de maneira relevante a partir da prestação de serviços ao Instituto, estão o delegado-geral da Polícia Civil, Walter Resende; o diretor do Departamento de Trânsito do Estado, Marcelo Guedes; o promotor de Justiça Militar, Armando Brasil; o titular da Secretaria de Administração Penitenciária, Jarbas Vasconcelos; o diretor do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, Celso Mascarenhas; o secretário de Gestão Administrativa da Segup, coronel Alan Guimarães; o major bombeiro militar William da Silva; o major da Polícia Militar Itamar Gaudêncio, e Carlos Alberto Tabosa, diretor do Fundo de Investimento da Segurança Pública (Fisp).

Criado pela Lei n° 6.257, o Iesp possui gestão acadêmica própria, autonomia didática, científica e disciplinar para formar profissionais por meio de estudo, ensino e aprendizagem, objetivando o desenvolvimento de conhecimentos, habilidades e atitudes, e capacitando agentes para a prestação de serviços de segurança.Autoridades da área de segurança pública presentes à solenidade

Mais cursos e reformas - De acordo com o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, estão previstos novos investimentos para o Instituto, que vão desde novos cursos até a ampliação e reforma das instalações. “O Iesp é fundamental para que a gente possa integrar os órgãos de segurança, formar, capacitar e aperfeiçoar cada vez mais nossos agentes. Para valorizar tudo isso nós entraremos em um processo de revitalização do Iesp. Vamos reformar a quadra de esportes, vestiários, alojamentos. Tudo isso passará por reforma para receber cada vez melhor nossos servidores”, anunciou o secretário.

O titular da Segup, Ualame Machado (e) anunciou mais investimentos na estrutura do IespEm breve, serão abertas vagas para novos cursos de graduação, começando pelo curso de graduação em Docência do Ensino Superior de Segurança Pública, que iniciará no próximo dia 23 de novembro. Para o próximo ano está previsto um curso de graduação para servidores dos órgãos de segurança pública que não têm nível superior. As vagas serão ocupadas por meio de processo seletivo simplificado. Todos os servidores que não tiveram a possibilidade de fazer o curso anteriormente, agora poderão fazer a graduação.

Ensino a distância - O diretor do Iesp, coronel Antônio Bentes, destacou que neste momento de pandemia de Covid-19 o Instituto precisou se reinventar, e adotou os cursos on-line para que os graduandos não perdessem o ano letivo e cumprissem o calendário acadêmico.

O coronel ressaltou a importância de todas as ações inéditas realizadas ao longo desses anos. “Pela primeira vez em 21 anos nós teremos um curso superior em Tecnologia de Segurança Pública para atender parte do nosso efetivo, em particular os praças da Polícia Militar e Bombeiro Militar. Além disso, teremos curso superior sobre Gestão de Trânsito para os agentes dessa área, que comprovadamente ainda não possuem curso superior”, informou o diretor.

Recentemente, o Iesp formou mais de 300 agentes, que agora estão capacitados para melhor atender a população. Das turmas participaram médicos legistas, peritos e oficiais de perícias do Centro de Perícia Científica Renato Chaves; agentes de trânsito do Detran e aspirantes a oficiais da Polícia Militar. Também houve a formação de novos agentes da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).