Famílias celebram alta médica de pacientes no Hospital de Campanha do Hangar

Instalada pelo Governo do Pará, unidade se aproxima dos 4 mil atendimentos realizados

13/02/2021 16h08 - Atualizada em 13/02/2021 17h56
Por Carol Menezes (SECOM)

Edilson Almeida Lobato teve alta após 10 dias internado no Hospital de Campanha, em BelémUma família fez festa em frente ao Hospital de Campanha do Hangar, em Belém, na sexta-feira (12). O motivo da comemoração foi a recuperação e alta de Edilson Almeida Lobato, paciente de 53 anos, que veio de Cametá, no interior do Pará, para a capital, em busca de tratamento contra a Covid-19.

Depois de dez dias internado, já entre os familiares, ele comemorou e diz que será grato por toda a ajuda que recebeu dentro do Hospital. “Eu sou muito grato primeiramente a Deus. Hoje, eu saio daqui bem e andando, mas nunca esquecerei de todas as pessoas que me ajudaram. Eu cheguei muito mal e o tratamento foi ótimo, me trataram muito bem”, relatou.

Para os familiares que aguardavam ansiosamente por este momento, a alegria foi demonstrada em músicas religiosas, cartazes com frases motivacionais e muito afeto. O objetivo foi celebrar, mas, também, acalentar outras famílias e criar um laço de positividade.

“Desde quando soubemos que ele estava doente, entramos em campanha de oração, motivamos todos para que, juntos, intercedêssemos pela vida dele e de outras pessoas. Agora, estamos aqui comemorando e esperamos que as outras pessoas partilharem da mesma felicidade”, afirma Lívia Garcia, 27, sobrinha de Edilson.

Márcio André Ferreira veio de Tefé, no Amazonas, e saiu curado da Covid-19 após ser tratado na unidadeOutro paciente que foi acolhido no Hospital de Campanha e recebeu alta médica na sexta foi Márcio André de Souza Ferreira, que veio do município de Tefé, no Amazonas, em busca de cura aqui no Pará. “O atendimento aqui dentro foi diferenciado e humano. Eu sou de outro estado, a minha cidade está passando por um momento difícil, e vocês me acolheram. Eu só tenho a agradecer”, declarou.

Maior unidade hospitalar do Estado dedicada ao tratamento da Covid-19, o Hospital de Campanha do Hangar tem, neste sábado (13), 142 pacientes, sendo 56 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ao todo, 3.920 pacientes já foram atendidos na unidade de saúde instalada pelo Governo do Pará, dos quais 252 foram transferidos, 2.661 receberam alta e 864 foram a óbito.

Dos 41 pacientes transferidos do Amazonas, dois seguem na UTI, sete na enfermaria e 24 se recuperaram e receberam alta. Foram oito óbitos, sendo dois ocorridos neste sábado (13).

"Nós estamos muito felizes de poder ajudar neste momento nossos vizinhos amazonenses. O governo do Estado, por meio da [Secretaria de Estado de Saúde Pública] Sespa, não mede esforços para proporcionar saúde de qualidade aos paraenses e ajudar o Amazonas em um momento tão difícil. Estamos otimistas com mais essas altas e vamos seguir fazendo todo o possível para salvar mais vidas", reforça o titular da pasta, Rômulo Rodovalho.

Cuidados – Dentro do Hospital, os cuidados básicos para evitar a proliferação da doença são fundamentais e necessários. Por isso, diversas ações são realizadas, entre elas, as sinalizações. Por todos os lados do espaço, colaboradores veem cartazes com dicas de práticas que devem ser seguidas para minimizar o risco de contaminação.

Estrutura – Por conta da contaminação na região do Baixo Amazonas, o governo do Estado iniciou a montagem de um novo Hospital de Campanha em Santarém, em parceria com a prefeitura municipal. A unidade de saúde deve começar a funcionar na próxima semana com 60 leitos na Escola Estadual Maria Uchoa Martins, localizada no bairro Floresta, a 800 metros do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA).

A abertura da nova unidade temporária é mais uma estratégia para desafogar a ocupação da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que já virou um hospital exclusivo para atendimento de casos de Covid no município, e registra um fluxo intenso de atendimento.