Pautas


Governador assina Ordem de Serviço (OS) para início da construção e pavimentação da Perna Leste

Por Kátia Aguiar (SETRAN)
Abertura: 27/10/2020 10h00
Encerramento: 27/10/2020 11h00
Local: PA 483
Endereço: Quilômetro 24 da PA 483 (Alça Viária)
Contatos: Kátia Aguair-Ascom Setran (91) 991600266

O governador Helder Barbalho assinará, nesta terça-feira (27), a ordem de serviço para início das obras de construção e pavimentação da Perna Leste, na região do Rio Capim. O ato de assinatura ocorrerá, às 10h, no Km 24 da PA-483 (Alça Viária), e contará com a presença do secretário de Estado de  Transportes (Setran), Adler Silveira. As obras iniciam imediatamente após o ato da assinatura da OS. 

Via estratégica para a região de integração Rio Capim, a Perna Leste foi aberta em 2002, juntamente com a Alça Víária (PA 483), mas receberá obras de construção e pavimentação pela primeira vez. A obra abrangerá toda a extensão de 45 quilômetros da rodovia, do entroncamento da Alça Viária (PA-483) ao entroncamento da PA-140. Serão utilizados recursos do Tesouro do Estado, com prazo de execução de 24 meses. 

A nova frente de trabalho oferta cerca de 300 empregos diretos e indiretos para os moradores daquela região. Ao todo este ano as obras da Setran geraram mais de 2.500 empregos diretos e mais de 5 mil indiretos.

Região – Além da Perna Leste há ainda na região de integração do Rio Capim a obra de  reconstrução da PA-140,  e ainda manutenção preventiva e rotineira da malha rodoviária do 7° núcleo, que abrande as PA-125, PA-127, PA-140, PA-252, PA-256, PA-253, PA-451 e PA-466. Ocorrem ainda serviços de conservação da Perna Sul e construção e pavimentação da PA-252, cujo trabalho está nas últimos quilômetros da via, que tem quase 70 km de extensão.

Ainda para a Região do Capim, a Setran está em fase de licitação para construção e pavimentação de 150 quilômetros da PA-256 – o edital está disponível no Diário Oficial do Estado (DOE) e no site oficial da Setran. O serviço é um dos maiores investimentos na infraestrutura rodoviária do Estado, que também irá construir 18 pontes de concreto na via, garantindo o desenvolvimento através da malha rodoviária segura e integrada por todo o Pará.